Wir ueber uns     Quem somos

 

Escola Pública Superior de Música e Artes Cénicas

Staatliche Hochschule für Musik und Darstellende Kunst Mannheim

 

 

Retrospecto

Muito embora a Escola Superior tenha sido assumida pelo Poder Público apenas em 1971, ela se baseia numa tradição bem sucedida de mais de duzentos anos.

Desde 1756 a Corte Real de Mannheim já apoiava o trabalho do Seminarium musicum do Colégio Jesuíta, no qual “estudantes pobres da região do Palatino (entre outros J. M. Kraus) recebiam aulas de música vocal ou instrumental. A primeira “cátedra de ciência e arte sonora” da Escola de Música “Mannheimer Tonschule”, fundada por Abbé Vogler, foi anunciada em 12.09.1776 pelo jornal “Mannheimer Zeitung” e alcançou destaque internacional. Essa „Escola de Som“, autorizada e apoiada financeiramente pelo grande de música, o Príncipe Eleitor Carl Theodor, promovia a formação profissional de músicos e é considerada a precursora das actuais Escolas Superiores de Música (conforme o dicionário de música “A Música na História e na Actualidade”).

Foi esta a grande era da Orquestra de Corte de Mannheim, naquela época uma das mais importantes do mundo – a chamada “Escola de Mannheim” - até hoje afamada como o mais importante elo de ligação entre o barroco e a música clássica vienense. Como havia necessidade contínua de pessoal com formação artística de primeira linha, a “Escola de Som” era imprescindível para preencher as numerosas vagas da Orquestra. Simultaneamente a orquestra era reduto também de alguns dos melhores mestres.

A „Escola de Som de Mannheim“ serviu de modelo para a fundação de outros Conservatórios e Escolas Superiores de Música. O sucesso com que leccionava o Abbé Vogler é comprovado pela longa lista de seus mais famosos estudantes de composição musical, como por. ex. Carl Maria von Weber e Giacomo Meyerbeer.

A Academia de Dança de Mannheim também remonta ao Século XVIII (1762). Ela é uma das mais antigas academias de dança e teve participação decisiva na grande reforma do Ballet do Século XVIII (que se voltou para o Ballet de Acção Dramatúrgica). „Os Ballets são muito brilhantes e completos (frequentemente com mais de 80 participantes) e os dançarinos são formados todos aqui mesmo”. (Calendário de Teatro de Gotha, 1777).

Até os dias actuais, a tradição cultural do Palatinado é de extrema importância para a cidade musical de Mannheim. A Escola Pública Superior de Música e Artes Plásticas de Mannheim tem papel de destaque na sua preservação.

O trabalho da „Escola de Som“ e da „Academie de Danse“ foi assumida pelo Conservatório Musical e mais tarde pela Escola Municipal Superior de Música e Teatro. O Conservatório de Heidelberg foi fundado em 1894 e unificado com a Escola Superior de Mannheim no ano de 1971.

Entre os mestres aqui actuantes citem-se Wilhelm Furtwängler, Max Pauer, Ernst Toch, Richard Laugs, Friedrich Wührer, Karl Heinrich Wörner, Erika Köth, Heinz Hoppe e Hans Vogt.

Após a conclusão de um novo edifício em 1991, todas as actividades de estudos puderam ser transferidas para Mannheim. A Escola Superior de Música está agora dotada das mais modernas instalações de ensino, de modo que – graças também à sua privilegiada localização geográfica e em termos de locomoção – evoluiu a ponto de ser a segunda maior no Estado de Baden-Württemberg.

  

I

Contactos Internacionais

A Escola Superior de Música entrelaça o espaço cultural „Triângulo Reno – Neckar (Palatinado) com outras regiões culturais importantes através de parcerias com outras escolas superiores de destaque mundial. Podemos mencionar, em primeiro plano, a Universidade de Yale (E.U.A.) e a Universidade Nacional de Seoul (Coreia do Sul).

Ao lado do intercâmbio pessoal de mestres e estudantes, regularmente são promovidos grandes eventos, como, por ex., a Tournée conjunta das orquestras de estudantes da Universidade Nacional de Seoul da Escola Pública Superior de Música de Mannheim na Alemanha e nos Estados Unidos (Carnegie Hall / New York, Yale University / New Haven).

Além disso, existem diversas parcerias “Erasmus” com inúmeras escolas superiores, como, por ex., com a Accademia del Teatro alla Scala, Milão, (Itália). A Escola Pública Superior de Música de Mannheim participa também do projecto conjunto “summer school” com nove escolas superiores de música da China. Além disso, há ainda outras parcerias com escolas superiores fora da Europa, no âmbito do Jazz /música popular, principalmente com escolas superiores da América do Sul.

 

Estudo

Entre outras, são ensinadas as seguintes disciplinas principais: Instrumentos de orquestra, instrumentos de teclas, canto (concerto e ópera), regência (orquestra e coro). Estas disciplinas podem ser escolhidas tanto nos cursos de graduação de formação artística (10 semestres) e professor de música (professorado em escolas de música e actividades autónomas (8 semestres), como também em cursos de aperfeiçoamento de Solo (4 semestres) ou estudos de Solo em tempo parcial (8 semestres). Além disso, é possível também formar-se como professor da disciplina “música escolar” (professorado em ginásios, 9 semestres).

A disciplina central „Composição“ é oferecida apenas no curso “Formação Artística”, e as disciplinas principais de Teoria Musical, Desenvolvimento Auditivo e Pedagogia Musical Básica apenas no curso de formação de professores de música. No curso de aperfeiçoamento „estudos adicionais” (4 semestres), é possível o aprofundamento nas matérias de Solista de Orquestra, Música de Câmara, Formação do Canto e Co-Repetição.

No âmbito de Jazz / Música Popular (respect. 8 e 10 semestres) são possíveis as disciplinas centrais de Composição, Arranjo, Canto, Jazzpiano, Saxofone, Trompete, Trombone, Percussão (único professorado do género na Alemanha), violão, contrabaixo, baixo e Mallets. No Estado de Baden-Würtemberg, este curso é oferecido apenas em Stuttgart e Mannheim.

A única instituição de ensino no Estado de Baden-Würrtemberg a oferecer a formação de dançarinos é a Academia de Dança. São oferecidos os cursos de Pedagogia de dança e dança infantil (6 semestres), bem como cursos de aperfeiçoamento de Formação Artística / Prática em Palcos e Pedagogia da Dança para dançarinos profissionais (2 semestres).

As disciplinas de Ciência da Música e Pedagogia Musical possibilitam a promoção a Doutor em Filosofia.

Aproximadamente 500 eventos próprios no ano enriquecem não só a oferta cultural na região do Reno-Neckar e possibilitam uma informação abrangente do público sobre o nosso trabalho, mas possibilitam uma precoce experiência em termos de público para os estudantes. Ao lado de concertos e apresentações teatrais, são de fundamental importância os congressos e simpósios científicos, bem como cursos de mestres de artistas e pedagogos internacionais. Em complemento, são realizadas numerosas produções de CD’s e competições regulares.

Frequentemente há cooperações com universidades, teatros, orquestras, escola de música, promotores de concertos e outras instituições culturais. Citem-se, entre estas, apresentações conjuntas em todos os sectores, bem como inúmeros estágios de nossos estudantes, que dessa forma conseguem uma boa passagem de sua vida estudantil para o profissionalismo. Como exemplo, podemos citar que a Escola Superior inicia, juntamente com quatro orquestras profissionais (Filarmónica Pública de Renânia-Palatinado, Teatro Nacional de Mannheim, Orquestra Filarmónica de Heidelberg, Orquestra de Câmara do Palatinado), inicia a “Academia de Orquestra Reno-Neckar”. Dessa forma surge, pela primeira vez, uma Academia de Orquestra mantida pela Escola Superior e por Orquestras.

Um tema de especial relevância é a promoção de jovens dotados de genialidade musical. Para esse fim, a Escola Superior fundou a única rede, em toda Alemanha, denominada “Amadé”.

A elevada qualidade da formação musical na Escola Superior Pública de Música e Artes Plásticas de Mannheim é comprovada pelos inúmeros sucessos de nossos estudantes e formados, como, por ex., pelas vitórias em competições internacionais (por. ex. Competição ARD), contratação para cargos de direcção em orquestras (Filarmónica de Berlim), bem como apresentação de solistas de canto em grandes casas (Festival de Bayreuth).